Domingo , 22 Setembro 2019
Home / Opinião / Colunistas / O jogo da opinião é a necessidade de ganhar sempre

O jogo da opinião é a necessidade de ganhar sempre

DSC_0315No jogo da opinião não vale o lema do ‘importante é competir” é preciso ganhar, estar certo sempre, convencer o outro das suas verdades absolutas. Para ilustrar o que eu escrevo peguei a história abaixo do perfil do facebook do Conrado Adolpho. Conrado é uma das maiores referências quando se fala em comunicação digital. Segue a história:

“Outro dia fui jogar sinuca com um amigo meu. O pai dele era dono de bar, ou seja, ele praticamente nasceu em uma mesa de sinuca. Resultado: de 4 partidas, ele ganhou as 4 de lavada. Não teve nem graça. O que aconteceu depois? Parei de jogar com ele.

Isso me trouxe uma importante lição: não queira ganhar sempre. Dê a chance ao outro de estar certo também. Pode parecer uma dica boba, mas muitos não sabem (ou sabem, mas não usam). Essa lição se aplica em muitos campos da vida.

Um deles é o campo da opinião.

Ao invés de dizer “isso é ruim”, diga “na minha opinião, isso é ruim”. Explique o porquê da sua opinião e tente entender o ponto de vista do outro, que acha aquilo bom. A percepção de cada um sobre o mundo é diferente. Essa percepção é criada pelas experiências, valores, crenças, medos e etc.

Dizer que algo não presta – de forma absoluta – te faz acreditar que o outro está errado. Daí começam os problemas de comunicação. A batalha para cada um provar que é a sua própria opinião que está certa.

Não há vencedores nesse jogo.

Quando você acredita que o outro está errado, você se sente poderoso. Você é o único certo e isso te faz bem. Você pode até “ganhar” a discussão fazendo o outro desistir de discutir, ou de jogar, mas dificilmente vai realmente convencê-lo sem entender as verdadeiras razões para a opinião dele.

Porém, comunicação não se trata de um vencer o outro, mas sim, os dois vencerem. Ao contrário do jogo de sinuca, na vida, os dois podem ganhar o jogo se um respeitar a opinião do outro.

Há algumas palavras-chaves aqui:

– Tolerância para aceitar a opinião alheia;

– Humildade para vencer o próprio orgulho;

– Autoconhecimento para entender porque a opinião do outro te incomoda tanto.

Sabe de alguém que precisa ler isso? Como é bom ter a chance de reconhecer que é mais divertido jogar várias partidas do que ganhar uma ou duas.

Por: Drialli Dalazen

Publicitária

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *