Terça-feira , 17 Setembro 2019
Home / Opinião / Editorial / Candidatos eleitos diplomados – uma nova gestão se aproxima

Candidatos eleitos diplomados – uma nova gestão se aproxima

editorialOs 44 candidatos eleitos para as Câmaras de Vereadores, prefeitos e vices dos quatro municípios da Sétima Zona Eleitoral (Campos Novos, Vargem, Zortéa e Brunópolis), foram diplomados na última terça-feira. A cada novo mandato, uma nova esperança da população por dias melhores, especialmente em um momento em que políticos e a política estão em total descrédito no Brasil, em virtude do envolvimento de tantos “representantes” eleitos e cumprindo mandato, nos mais sórdidos casos de corrupção.

É preciso resgatar os homens de boa vontade, exercendo uma correlação de forças sociais na mudança de forças eleitorais, e não o contrário. É necessária e urgente uma profunda mudança na relação de forças entre as classes. A divisão do bolo, do todo, deve ter cunho social diverso e não atender somente ao interesse de alguns em decorrência do desfavorecimento de muitos.

O desafio dos futuros gestores municipais, assim como dos legisladores, não será somente de driblar a crise financeira para viabilizar projetos, mas de manter a confiança de seu eleitorado. Diante de tantas incertezas no cenário político, o povo encontra-se inseguro, falta esperança para acreditar em dias melhores e confiança em ações futuras.

Estamos na contagem regressiva para um novo ano que se aproxima e apostando, como sempre, em dias melhores. Em poucos dias, parte dos municípios vão receber novos gestores e nos demais permanecem alguns que conquistaram votos com a promessa de conclusão e ampliação de projetos.

As necessidades básicas da população são demandas exaustivamente debatidas e envolvem principalmente os setores de saúde, social e educação. Conhecer as necessidades do seu município é importante, mas saber ouvir também é fundamental para saber planejar.

Entre o público e o privado há uma diferenciação de gestão. A gestão pública aumenta o papel da administração por resultados, com controle e responsabilização social. O foco é a sociedade como um todo e a garantia do acesso a serviços de saúde, educação e cultura, entre outros.

Por isso futuros administradores do executivo e legisladores, ouçam, valorizem e deem o encaminhamento devido às necessidades das pessoas. Que as pessoas sejam a motivação da proposta e do planejamento da mudança que os senhores tanto repercutiram durante a campanha eleitoral. A todos os eleitos o desejo de atitudes assertivas e de comprometimento real com a coletividade.

Por Antônia Claudete Martins – Editora Chefe do Jornal O Celeiro

*Editorial publicado no jornal “O Celeiro”, Edição 1459 de 15 de Dezembro de 2016.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *