Quarta-feira , 14 Novembro 2018
Home / Agronegócio / Sindicato dos Produtores Rurais de Campos Novos realiza posse da diretoria

Sindicato dos Produtores Rurais de Campos Novos realiza posse da diretoria

Luiz Sergio Gris assume oficialmente a diretoria do sindicato

 

O Sindicato dos Produtores Rurais de Campos Novos realizou na noite da ultima quinta-feira (6), no Parque de Exposições Leonidas Rupp, a cerimônia de posse da diretoria e conselho fiscal que atuará de 2018 até o ano de 2021. A diretoria foi assumida por Luiz Sergio Gris, que já atuava no sindicato como representante dos produtores, mas agora irá agir oficialmente como presidente da entidade. Nestes seis meses em que trabalhou interinamente, Gris afirmou que sempre priorizou o dialogo entre os produtores, e que com o novo corpo diretor legalmente empossado o trabalho será continuado. “Durante esse tempo buscamos conversar com os associados. A gente procurou dialogar com os produtores, com as cooperativas e com todos os segmentos da sociedade camponovense. Organizamos a casa, e a parte documental. A junta foi criada para fazer a eleição que estava com período da diretoria antiga”, relatou.

Em análise sobre a situação financeira do sindicato, Gris afirma que o sindicato está com suas contas todas em dia, e que os associados estão todos a par do que foi realizado. “A questão financeira está bem, estamos com valores em caixa. No dia 4 fizemos uma apresentação para os sócios do que foi feito durante esses 6 meses. Então eles estão sabendo de todo o trabalho realizado pelo sindicato”, afirmou. Mas o principal neste momento é focar nos objetivos futuros, e o sindicato já tem traçado metas para serem executadas para o futuro. Neste primeiro momento, Gris pretende, até o final do ano, fazer um novo estatuto. “Nosso objetivo principal é fazer um estatuto novo, pois o nosso está desatualizado conforme a legislação. Nesse período vamos fazer uma assembleia geral para montar este novo estatuto que nos dará mais segurança jurídica e documental para que possamos gerir o sindicato”, destacou.

Para o ano de 2019, o sindicato tem o projeto de trazer o Curso Técnico em Agronegócio, que devido ao período político eleitoral foi inviabilizado. Os projetos voltados para o agronegócio são essenciais para que este setor se fortaleça cada vez mais e colabore com os avanços econômicos do estado e do Brasil. Mas ainda são muitos os desafios que este setor enfrenta, principalmente diante da crise que o país vem sofrendo, situação que se agravou ainda mais após a greve dos caminhoneiros, provocando perdas sentidas até os dias de hoje.

O sindicato, portanto, tem a missão de incentivar o produtor rural e as cooperativas para trabalhar e colaborar com o setor agropecuário. “Vamos nos reinventar para trazer o produtor para dentro do sindicato e tecnificar e criar novos cursos e propostas para atrai-los”, pondera Gris.

Quem esteve no evento e também falou sobre a importância do curso em Campos Novos foi o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), José Zeferino Pedroso, que defendeu a criação do curso em virtude da região e do estado terem o agronegócio como um grande gerador de renda. “Este curso é muito interessante, muitas vezes vem estudantes interessados até mesmo de outras localidades. Mas a prioridade é para o filho do produtor rural. Tenho certeza que Campos Novos irá se sair bem com este curso focado no agronegócio. No ano que vem todas essas questões relacionadas ao curso irá se definir”, comentou.

*Reportagem publicada no jornal “O Celeiro”, Edição 1546 de 13 de Setembro de 2018.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *