Segunda-feira , 15 Outubro 2018
Home / Opinião / Colunistas / Vacina anti-cio é segura?

Vacina anti-cio é segura?

Alexandra Niec

Os medicamentos injetáveis que são usados para evitar que cadelas e gatas entrem no cio são facilmente encontrados em lojas especializadas em animais. Na verdade não se trata de uma “vacina anti-cio” e sim hormônios que inibem a ovulação. Estes medicamentos para prevenir o cio em animais, são vendidos sem prescrição médica, ou seja, não é exigida uma receita do médico veterinário. Dar “vacina anti-cio” pra cadela é seguro? A resposta é não. Conheça os perigos de utilizar anticoncepcionais em cadelas

A ovariohisterectomia (castração) ainda é a melhor forma de prevenir o cio com segurança. No entanto, por diversos motivos, pessoas acabam recorrendo ao uso de anticoncepcionais para evitar o cio de suas cadelas. Entre 10 cadelas que utilizam o medicamento conhecido como “vacina anti-cio” com regularidade, 9 irão desenvolver piometra (uma doença que pode levar a cadela a morte.); Alterações uterinas (infecções e tumores uterinos), Neoplasias mamária (tumores de mama); Hiperplasia mamaria, Diabetes, hiperadrenocorticismo (Síndrome de Cushing – Aumento do hormônio cortisol, produzido nas glândulas adrenais.) Morte fetal. Algumas cadelas já apresentam inflamação uterina apenas com uma administração de contraceptivo. O anticoncepcional para cães aumenta a incidência de tumores nas mamas das cadelas, enquanto a castração prematura diminui consideravelmente o risco da cadela desenvolver tumores de mama, além de excluir completamente a possibilidade da cadela desenvolver piometra.

A castração, ao contrário da “vacina anti-cio”, principalmente se for feita logo nos primeiros meses de vida do animal, também aumenta consideravelmente a expectativa de vida da cadela, pois reduz drasticamente a incidência de tumores na fase adulta. Portanto, é fácil concluir que a injeção ou comprimidos anti-cio, não devem ser formas de contraceptivos que você deve considerar para seu animal de estimação.

O fato que muita gente desconhece é que os medicamentos para inibir o cio precisam ser administrados em um momento específico e se forem administrados fora deste período, não resultará no efeito desejado. Tanto a medicação injetável quanto a medicação em comprimidos, são produzidos à base de hormônios que atuam diretamente no sistema endocrinológico dos animais. Quando estes medicamentos são administrados em datas erradas, por exemplo, quando a fêmea já está no cio, ou pior ainda, quando a fêmea já acasalou e já está prenha, com a intenção de interromper a gestação, o medicamento não apenas deixa de fazer o efeito desejado, como irá colocar em risco a vida de sua cadela e se for o caso de seus filhotes.

Por: Alexandra Niec
Médica Veretinária – CRMV/SC 5056
Veterinária da Clínica Bicho Mania

*Coluna publicada no jornal “O Celeiro”, Edição 1549 de 04 de outubro de 2018″.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *