Terça-feira , 13 Novembro 2018
Home / Agronegócio / Copercampos completa 48 anos de história e de muito sucesso

Copercampos completa 48 anos de história e de muito sucesso

Diretor afirma que o trabalho conjunto colaborou para o crescimento contínuo da empresa.

A Cooperativa Regional Agropecuária de Campos Novos – Copercampos, comemora 48 anos de fundação nesta quinta-feira (8).  O Diretor Presidente, Luiz Carlos Chiocca, realizou uma coletiva de imprensa para falar um pouco sobre o crescimento da empresa durante esses anos e parabenizou a todos que fazem parte dessa história. A semente plantada pelos primeiros associados, continua a produzir riquezas e proporciona o desenvolvimento sustentável da grande região de atuação da cooperativa. São mais de 65 unidades distribuídas pelo Meio-oeste, Planalto Serrano e Vale do Itajaí, em Santa Catarina e no Noroeste do Rio Grande do Sul. Ao longo dos anos, o pioneirismo e a inovação construíram a imagem da cooperativa que conta com unidades de armazenagem de grãos, Lojas Agropecuárias, Unidades de Produção de Suínos, Indústria de Rações, Posto de Combustíveis, Supermercados e Usina de Energia Solar. A história que iniciou com 100 pioneiros é promovida por mais de 1.400 associados e 1.300 profissionais que não medem esforços para promover o crescimento da empresa.

A primeira cooperativa de Campos Novos se tornou referência em muitos setores, como na produção de sementes de soja, que iniciou ainda em 1977, agregando valor a produção dos associados. Hoje, a Copercampos é a segunda maior produtora de sementes de soja do país, com uma produção de 1,5 milhões de sacos e com movimento de 2,5 milhões de sacos em suas unidades. Pioneira no segmento sementeiro, a gestão da Copercampos busca atender seus associados e por isso, investe na qualificação técnica e difusão de novas tecnologias, para gerar maior rentabilidade com sustentabilidade no campo. Na proposta de valorização do homem do campo, a cooperativa conta com programas especiais para enaltecer o compromisso do seu associado, como o Programa de Fidelidade, que possibilita gratificações ao associado que é 100% fiel a cooperativa, além do programa de Bonificação de Sementes, onde são distribuídos retornos por multiplicar sementes, viagens técnicas no Brasil e exterior, por exemplo.

Em 2017 e neste ano de 2018, a cooperativa está investindo mais de R$ 80 milhões no setor de armazenagem, indústria de rações, construções de lojas e energia solar. Em outubro e novembro, por exemplo, a cooperativa realizou inauguração de duas lojas (Pinhal da Serra que conta com uma unidade de armazenagem nova), e Brunópolis, além de realizar obras de novas unidades em Campos Novos (Unidade Milho e uma nova Unidade de Beneficiamento de Sementes – UBS, com mais de R$ 24 milhões investidos), novas unidades em Ponte Serrada, Lages e Calmon/SC, e uma nova unidade em Esmeralda/RS.

Em outubro a empresa atingiu R$ 208 milhões no faturamento mensal, recorde nestes 48 anos da cooperativa, e esse resultado expressivo é atribuído ao trabalho e dedicação de todos os envolvidos na empresa durante esses 48 anos. “Atribuímos este sucesso ao crescimento do produtor que exigiu que nós também crescêssemos, isso se tornou uma via de mão dupla. Nossas administrações foram de sucesso econômico, levando o nome da cooperativa para frente e nos deu credibilidade. Hoje o nome Copercampos é bem visto no Brasil e no exterior, como no Uruguai, Paraguai, Argentina. Somos uma empresa modelo. Todo esse trabalho investido faz com que a empresa cresça e aumenta nossa responsabilidade, afirma Chioca. O diretor continua afirmando a preocupação da empresa com a sustentabilidade. “A Copercampos prioriza a continuidade e utilizamos as novas tecnologias para continuar a prosperar no campo. Para as comunidades, temos projetos e ações sociais que enaltecem a relevância do cooperativismo que fazem a Copercampos ser referência em todas as suas atividades, um exemplo de qualidade e inovação em sementes, em produção de suínos, em modelo de lojas e de geração de energia”, conclui.

*Reportagem publicada no Jornal O Celeiro, Edição 1554 de 08 de Novembro de 2018.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *