Segunda-feira , 21 Janeiro 2019
Home / Cotidiano / ‘As redes sociais revolucionaram o varejo, o consumo e o consumidor’

‘As redes sociais revolucionaram o varejo, o consumo e o consumidor’

Tauffer, que preside a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas, faz um balanço do ano que passou e apresenta as perspectivas para 2019

Ivan Tauffer – Foto: Divulgação/FCDL-SC

O presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), Ivan Tauffer, concedeu entrevista à Rede Catarinense de Notícias (RCN), oportunidade em que fez um balanço do ano de 2018 e apresentou as perspectivas do setor para este ano. O dirigente acredita que o empresariado está confiante com os governos eleitos, federal e estadual, e deverá em breve voltar a realizar investimentos. Ele também espera uma reação positiva por parte do consumidor.

Confira abaixo a entrevista na íntegra.

Rede Catarinense de Notícias – Como o senhor avalia a situação atual dos lojistas? 2018 foi um ano bom para o setor?

Ivan Tauffer – Sofremos em 2016 e 2017 e houve uma melhora no segundo semestre de 2018. Algumas datas comemorativas trouxerem no período o número de 2% positivo. No Dia das Crianças, tivemos um incremento de 3,9% comparado com a mesma data em 2017. Em anos anteriores tivemos um recuo bem acentuado nos números do varejo. Então chegamos em 2018 e esse recuo estabilizou. Acreditamos que foi melhor que 2017. Os lojistas esperavam um pouquinho mais. Porém, temos que considerar todos os fatores que enfrentamos neste ano. Eleição, greve dos caminhoneiros, política econômica do governo federal. Tudo isso nos atingiu, mas estamos otimistas.

RCN – Passados cerca de dois meses das eleições, o senhor sente uma maior confiança por parte dos lojistas?
Tauffer –
 Após o período de eleição houve mais segurança para o empresário, até para os consumidores, que estavam esperando ver o que aconteceria. Realmente a eleição mexeu com o consumidor nesse período, houve uma trava no consumo. Passado o pleito, isso ficou claro tanto para o empresário, quanto para o consumidor. Os empresários, principalmente os micro, estão anunciando investimentos. Então, vemos que a eleição passou, mudaram as pessoas e a velha política levou um ‘baque’, e esse otimismo está se refletindo no setor produtivo. O empresário vai voltar a investir e o consumidor está bem mais tranquilo que aqueles vícios da política velha vão acabar. É isso que se espera, é isso que está motivando e vai aquecer a economia.

RCN – Quais demandas do setor a partir de agora devem ser apresentadas aos governos estadual e federal?

Tauffer – Com a reforma trabalhista houve um ganho muito grande, mas precisa avançar ainda mais. A reforma da Previdência é urgente, ela tem que acontecer. Esperamos também uma reforma política para mudar essas questões, mudar esse sistema que o Brasil tem que amarra e arrasta a economia junto. Então, acreditamos e vamos pressionar, vamos levar aos governos. É isso que vai trazer garantia, sustentabilidade para o empresário, que precisa de um terreno firme para investir. Ele não pode ficar com dúvidas sobre seu investimento. Nossa entidade, a Federação, as CDLs, vão levar até os governos para que essas reformas sejam verdadeiras e que realmente aconteçam. É o nosso pleito para 2019.

RCN – Como o senhor avalia as mudanças que vem acontecendo na relação entre lojistas e consumidores? Há uma nova forma de atrair esse público?

Tauffer – As redes sociais revolucionaram o varejo, o consumo e o consumidor. O consumidor está muito ligado às redes sociais e o empresário precisa estar atento a isso. Quem consome hoje não é mais fidelizado por alguma coisa. Muda de opinião muito rápido, começa a olhar produtos que são dois em um, investe num produto que tem mais de uma funcionalidade. Essa modernidade é o que está mudando o costume do consumidor, e o nosso próprio costume, e o empresário precisa acompanhar isso. Então, a revolução das redes sociais está mudando a forma de consumir no nosso país.

RCN – Em setembro  do ano passado foi lançado o CDL Empregos. Essa ferramenta tem apresentado resultados positivos?

Tauffer- O varejo tem uma necessidade de pessoas qualificadas para colocar no mercado de trabalho. Criamos a plataforma ‘FCDL Empregos’, onde o candidato que está procurando emprego entra no site e preenche um questionário. O empresário que precisa de um profissional em determinada área, acessa todos os cadastros e currículos, podendo contatar essa pessoa via sistema. É uma plataforma criada pela nossa federação à disposição das CDLs, e isso aproxima o futuro candidato ao emprego e o lojista, na área certa, no ramo certo, sem que se perca tempo. Já temos várias pessoas cadastradas no site e está aberto para qualquer um que procura emprego. Queremos facilitar para os candidatos e para o lojista.

RCN – Quais conquistas da entidade ao longo de 2018 merecem ser destacadas?

Tauffer – Avançamos em 2018 em várias coisas. Uma delas é o SPC Crediário, uma ferramenta que criamos aqui em Santa Catarina. As grandes empresas têm pessoas que fazem a concessão de crédito tentando evitar uma futura perda ou um inadimplente. O que pretendemos aqui na Federação é disponibilizar uma ferramenta eletrônica para o pequeno lojista. Ao consultar o sistema, o software apresenta percentuais de garantias naquele crediário, para aquele determinado CPF. Então, esse mecanismo auxilia o pequeno lojista ao fazer uma concessão de crédito mais apurada e sem ter que pagar um profissional com alto salário.

Outra conquista foi a lei das feiras, feirinhas do Brás e feirinhas itinerantes. Com a articulação da Federação e CDLs foi possível aprovar a lei n° 17.501, que traz condições de igualdade com o comércio estabelecido. O feirante não recolhe imposto, se instala de sexta a domingo numa pequena cidade, leva todo o dinheiro da cidade e o lojista ficava com a carga tributária, ficava com todas as taxas que e obrigações a recolher. O feirante não tem nada disso. Essa lei veio para igualar um pouquinho essa desigualdade, ou seja, o concorrente desleal. Essa foi uma conquista que tivemos na Assembleia Legislativa.

RCN – Que outras iniciativas a Federação disponibiliza como apoio aos lojistas?

Tauffer – Temos vários produtos de crediário, que é para o pequeno lojista ter um controle maior, evitando perdas na sua loja. Temos também um programa social no meio ambiente, que é o Recicla CDL na Escola. Esse ano atingimos números recordes de participação. Foram 1.420 escolas municipais e estaduais de Santa Catarina, em 152 municípios. Levamos o projeto para 196 mil alunos. É um programa educativo que orienta como cuidar do meio ambiente. Eles fazem as redações e os desenhos e os dez melhores do Estado são premiados. Esse programa de cunho sócio ambiental vem tendo um destaque muito grande na Federação e pretendemos continuar em 2019.

*Informações: Rede Catarinense de Notícias

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *