Terça-feira , 26 Março 2019
Home / Opinião / Colunistas / Coluna de Moda / Alfaiataria sem mistério

Alfaiataria sem mistério

Ana Kantovick

Hello leitoras, nesta semana vamos falar de um estilo que amo e que é super coringa no closet de qualquer mulher, a alfaiataria. Este estilo recebe este nome em referência aos “alfaiates” que eram responsáveis pela confecção de ternos e demais vestimentas masculinas. A alfaiataria que era item exclusivo dos homens até o século XX (20) em decorrência de diversos movimentos que ocorriam na sociedade, como por exemplo, a Primeira Guerra Mundial, passou a ser usada também por mulheres.

Neste momento da história, a maioria dos homens alistou-se para defender seu respectivo país, restando às mulheres assumirem diversos postos de trabalho. Em decorrência disto, obviamente os grandes vestidos recheados por corpetes e anáguas não eram mais adequados para o dia-a dia, levando as mulheres a buscarem alternativas práticas, finalmente incorporando a alfaiataria aos looks.

Por esta carga história e pela sobriedade que acrescenta a qualquer produção, ela é até hoje considerada “look de trabalho”. Deste modo, ela é obviamente perfeita para o trabalho e é aquela roupa com cara de poder. Porém, nem só de looks profissionais vive a alfaiataria, hoje ela roda super bem em produções de diversos estilos e evoluiu muito em cores, texturas e maneiras de uso. Para modernizar o look você pode apostar em peças coloridas, combinações com camisetas, sapatos modernos e até tênis. Dê um “up” com algumas dobras na bainha, acessórios e aquela make para complementar.

O mais interessante deste estilo é que ele permite uma gama de combinações gigantescas e deixa você confortável e arrumada para qualquer tipo de compromisso.
Confira alguns exemplos de looks modernos com alfaiataria para você arrasar!

 

Por: Ana Kantovick

Contatos em redes sociais:
Instagram: @anakantovick
Facebook: Ana Kantovick
Site: anakantovick.wordpress.com – (49) 998238633

*Coluna publicada no jornal “O Celeiro”, Edição, 1567 de 28 de Fevereiro de 2018.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *