Segunda-feira , 20 Maio 2019
Home / Cotidiano / CNBB lançou Campanha da Fraternidade 2019

CNBB lançou Campanha da Fraternidade 2019

Em Campos Novos a paróquia São João Batista realizará mais ações em prol do coletivo

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) abriu oficialmente na quarta-feira de cinzas (6) a Campanha da Fraternidade (CF) 2019 com o tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça”. O lançamento nacional acontecerá na sede provisória da entidade em Brasília (DF). Nesta Campanha, a ser desenvolvida mais intensamente no período da Quaresma, a Igreja Católica buscará chamar a atenção dos adeptos para o tema das políticas públicas, ações e programas desenvolvidos pelo Estado para garantir e colocar em prática direitos que são previstos na Constituição Federal e em outras leis.

Nesta CF 2019, a Igreja no Brasil pretende estimular a participação dos cristãos em políticas públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais da fraternidade. O texto-base da campanha, que será distribuído aos jornalistas na abertura, descreve, entre outros tópicos, sobre o ciclo e etapas de uma política pública e faz a distinção entre as políticas de governo e as políticas de Estado, bem como apresenta os canais de participação social, como os conselhos previstos na Constituição Federal de 1988.

Todos os anos, a CNBB apresenta a CF como caminho de conversão quaresmal. É uma atividade ampla de evangelização que pretende ajudar os cristãos e pessoas de boa vontade a vivenciarem a fraternidade em compromissos concretos, provocando, ao mesmo tempo, a renovação da vida da Igreja e a transformação da sociedade, a partir de temas específicos. Em 2019, a Conferência convida todos a percorrer o caminho da participação na formulação, avaliação e controle social das políticas públicas em todos os níveis como forma de melhorar a qualidade dos serviços prestados ao povo brasileiro.

Padre Anselmo Cristofori

O padre Anselmo Cristofori, um dos membros da Paróquia São João Batista, falou sobre a importância desse trabalho na busca de melhores condições para as pessoas. “Para melhor viver como irmãos tem que mexer com as leis do governo municipal, estadual e federal. E queremos ajudar o Poder Público a fazer leis para o povo de forma justa, fraterna e igualitária”, afirmou. Para viver a altura da pregação, o padre da paróquia de Campos Novos afirma que está reorganizando a Pastoral da Criança para que volte a funcionar no município. “Estamos reorganizando a Pastoral da Criança no município. Já realizamos várias reuniões sobre isso. Nos dias 6 e 7 de abril estarão presentes 30 pastoralistas na paróquia de Campos Novos visitando e cadastrando as famílias e crianças”, declarou.

Padre Anselmo diz que a paróquia São João Batista de Campos Novos é uma das que mais apresentam problemas sociais com crianças, portanto se faz necessário uma atitude em busca de ajudar as pessoas, inclusive as que vem de fora. “Nas cerca de 26 paróquias dos 26 municípios da Diocese de Joaçaba, Campos Novos é a que mais apresenta problemas sociais com crianças. Por enquanto vamos recadastrar as crianças e suas famílias e as poucos vamos formar lideranças nos bairros para ajudar essas pessoas. Em Campos Novos já tivemos uma pastoral há alguns anos, e agora queremos retornar atividade. Também fazemos um trabalho com os imigrantes, aqui tem muitas pessoas que vieram do Haiti, e muitos não tem documento, não trabalham e nós ajudamos essas famílias. Essa atitude também ajuda na conquista de políticas públicas por parte do Poder Público, que são frutos do trabalho da pastoral”, conclui o padre.

*Reportagem publicada no jornal “O Celeiro”, Edição 1569 de 14 de março de 2019.

Um comentário

  1. Eduardo Mendes

    Quero as melodias da campanha

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *