Terça-feira , 26 Março 2019
Home / Opinião / Editorial / Saúde tem pressa

Saúde tem pressa

Saúde é um dos temas que mais preocupa a população. Constantemente vemos nos noticiários reportagens que apresentam a situação da saúde no mundo. Alguns quadros são deprimentes, a qualidade de vida de alguns lugares é preocupante e penosa, por outro lado, há aqueles lugares que se destacam por um sistema de saúde digno de elogios e que servem de exemplo. Nos países de ‘primeiro mundo’ a saúde costuma ser prioridade e muito se investe para a promoção da boa saúde.

Mas não precisamos ir muito longe para encontrar essas disparidades. Aqui mesmo no Brasil encontramos esses paradoxos. Mas é preferível assistir na televisão do que vivenciar uma triste realidade. Por isso as pessoas reclamam com vontade. Hoje com o uso de ferramentas digitais é bem mais fácil ter acesso as demandas e reclamações da população. Grupos e páginas na internet exaltam ou denunciam as condições das cidades em que vivem. Elas pedem mais e bons profissionais, elas pedem menos filas, menos tempo de espera, pedem mais leitos, pedem equipamentos novos e modernos. Sim, elas são exigentes e querem sempre o melhor.

A saúde pede pressa, ela não deixa para depois. Se dói hoje, não adianta pedir para vir amanhã. Ela quer e precisa hoje e agora. O Poder Público tem uma responsabilidade muito grande para com a população, porque são inúmeras vidas que estão em jogo, entre crianças, jovens e idosos. Cada investimento tem que ser pensado para o bem das pessoas. Por mais que existam dificuldades e muitas burocracia envoltas nas ações administrativas, as pessoas pouco se importam, contanto que elas tenham acesso a serviços de qualidade.

Campos Novos deu início há uma nova experiência, foi uma aposta corajosa, e que não pode dar errado. A aposta em saúde sempre tem que ser acertada. A contratação de uma Organização Social precisa cumprir a missão a que se propôs, porque todos estão atentos aos passos dados pelo município em benefício da saúde da população. A expectativa de todos é que haja uma melhora significativa. Que o tempo de espera diminua, que os médicos sejam mais solícitos, mais profissionais, que o plantão melhore, que mais especialidades surjam… é uma longa lista.

A população aguarda com ansiedade e otimismo que o novo formato de gestão compartilhada da Fundação Dr. José Athanázio seja eficiente e produtivo, que traga bons resultados para as famílias camponovenses. O ano de 2019 trouxe muitas novidades: uma nova secretária de saúde e o início de uma gestão pública com ‘ares’ de entidade privada. As pessoas e os meios de comunicação estarão sempre de olho para fiscalizar, cobrar e também para dar o aval sobre as ações. Porque ninguém quer um sistema de saúde deficiente, todos querem desfrutar uma saúde de primeiro mundo, e para isso eles tem pressa.

Por: Por: Priscila Nascimento
Jornalista

*Editorial publicado no jornal “O Celeiro”, Edição 1569 de 14 de março de 2019.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *