Segunda-feira , 22 Julho 2019
Home / Cotidiano / Acircan e Enercan promovem palestra “Desenvolvimento Econômico e Economia Criativa” dentro de Circuito de Cinema Infantil

Acircan e Enercan promovem palestra “Desenvolvimento Econômico e Economia Criativa” dentro de Circuito de Cinema Infantil

Entre 20 a 28 de maio, escolas públicas das redes municipal e estadual de Campos Novos, Abdon Batista e Celso Ramos receberão sessões  gratuitas de filmes premiados na Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis!

Claudia LeitãoO Circuito de Cinema Infantil chega a Campos Novos a partir do dia 20 de maio para uma série de exibições de filmes na região. As sessões, que são gratuitas, acontecerão em escolas das redes públicas municipal e estadual  de ensino nas cidades de Abdon Batista, Celso Ramos, e, claro, Campos Novos. Na tela a garotada vai conferir oito produções premiadas na Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis de 2018.

Como parte da programação do Circuito, no dia 21 de maio, haverá a palestra sobre “Desenvolvimento Econômico e Economia Criativa” com Claudia Leitão. Será às 19h30, também com entrada gratuita, na Associação Empresarial, Rural e Cultura Camponovense (ACIRCAN). Doutora em Sociologia pela Sorbonne, Paris V, e professora da Universidade Estadual do Ceartá, Claudia é diretora do Observatório de Governança Municipal do Instituto de Planejamento de Fortaleza (IPLANFOR) e consultora em políticas públicas para a economia criativa. “Em um momento que se fala tanto de sustentabilidade e cidades criativas é fundamental pensar também em ações voltadas para as crianças”, explica a diretor e ideal izadora da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, Luiza Lins.

Mas o que é economia criativa? Segundo o SEBRAE, é o conjunto de negócios baseados no capital intelectual e cultural e na criatividade que gera valor econômico. A indústria criativa estimula a geração de renda, cria empregos e produz receitas de exportação, enquanto promove a diversidade cultural e o desenvolvimento humano. “Ela pode ser definida como atividades que resultam em indivíduos exercitando a sua imaginação e explorando o seu valor econômico. Em um momento de grandes transformações, ampliar os nossos horizontes em relação a maneiras de gerar negócios e renda pode ser extremamente estimulante” reforça a diretora da Mostra.

O Circuito Infantil, que é cria da Mostra, acontece há nove anos e em 2019 lança a 14ª edição do seu DVD que é distribuído para cidades de Santa Catarina, do Brasil e até no Exterior, sempre com a premissa de que os filmes sejam exibidos gratuitamente em escolas e centros culturais. O projeto acontece com o patrocínio da Enercan desde a primeira edição e tem como objetivo democratizar o acesso ao cinema nacional produzido para as crianças, além de levar para outras cidades catarinenses o sucesso de um evento que acontece em Florianópolis e que neste ano comemora 18 anos!

Luiza Lins explica que a ideia é “semear uma semente de transformação cultural nos municípios catarinenses”. O material é gratuito e a contrapartida é para que gestores realizem as sessões nas suas cidades até o final do ano. Desde 2015, os filmes também contam com as opções de audiodescrição para cegos e LIBRAS para surdos.

O alcance do Circuito no curso desses nove anos impressiona: foram mais de 140 curtas-metragens exibidos para mais de 500 mil espectadores, entre crianças e adultos. Só no ano passado as sessões atraíram 53 mil crianças, passando por 78 cidades catarinenses e por outras 30 em regiões distintas do Brasil – além de países da América Latina e em Portugal!

A nova edição do DVD do circuito foi lançada no inicio de maio, durante o Fórum de Gestores Municipais de Cultura da FECAM, em Garopada, quando foram distribuídos 150 (DVD + Cartazes) para serem exibidos pelo Estado. O DVD conta com oito curtas-metragens nacionais e internacionais, entre animações e ficção: “O Menino Cabeça-de-Flor” (de Vanessa Heeger, BA, Animação, 2017, 2min),  “Dia das Nações” (de Luli Gerbase, RS, Ficção, 2017, 12min), “Formiga” (de Julia Ocker, ALE, Animação, 2017, 3min37sg), “Fábula de Vó Ita” (de Joyce Prado e Thalitta Oshiro, SP, Ficção, 2016, 5min), “Os Segredos do Rio Grande” (Analúcia Godoi e alunos d o Projeto Animação, ES, Animação, 2017, 6min), “Lá do Alto” (de Luciano Vidigal, RJ, Ficção, 2016, 9min), “Pirilampo” (de Carlos Avalone, SP, Animação, 2018, 5min) e “Bá” (de Leandro Tadashi, SP, Ficção, 2015, 14min).

*Informações: Acircan/Escritório de Comunicação/Enercan

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *