Quarta-feira , 21 Agosto 2019
Home / Agronegócio / Agricultura de Abdon Batista investe em Fruticultura e Inseminação Artificial

Agricultura de Abdon Batista investe em Fruticultura e Inseminação Artificial

A Agricultura de Abdon Batista já é destaque na região, mas neste mês as atividades junto aos Produtores rurais foram intensificadas.

No mês de maio alguns produtores participam de curso de Inseminação Artificial em bovinos, oferecido pela Administração Municipal, através da Secretaria de Agricultura, em parceria com a Empresa Alta, aos agricultores do município. A atividade teve duração de três dias e de acordo com o secretario de agricultura, Juliano Mecabo, além da orientação técnica, os participantes contaram também com atividades praticas. “Agradecemos ao senhor, Juares Martendal, por disponibilizar a propriedade para realização das aulas práticas, aos produtores que cederam os animais e também a empresa Alta pela parceria”, destaca.

Outra ação importante foi a participação de produtores em um treinamento para combater a mosca-das-frutas. A atividade foi realizada pela Secretaria de Agricultura em parceria com a Epagri na propriedade do produtor Emanuel Francisco Rosa. As moscas-das-frutas também conhecidas como “bichos das frutas” ou “bicho da goiaba” danificam as frutas causando estragos diretos e indiretos, que reduzem seu valor comercial e em Abdon Batista estão afetando a produção principalmente na citricultura.

Durante o treinamento foi apresentado como alternativa para o controle da quantidade e monitoramento das moscas-das-frutas, podem ser utilizadas armadilhas com garrafa PET, chamadas de “frasco caça-moscas”, também pode ser utilizadas em pomares domésticos.

De acordo com o prefeito Lucimar Salmoria, “O objetivo do curso  foi disseminar a técnica, melhorando a genética do plantel, ressaltando o interesse da Administração em contribuir com o desenvolvimento e conhecimento dos produtores de bovinos do município o que aconteceu também no treinamento do combate a mosca-das-frutas que vai ajudar os produtores a evitar ataques os pomares e consequentemente aumentar a produção”.

*Informações: Comunicação/PMAB

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *