Quarta-feira , 21 Agosto 2019
Home / Agronegócio / Deputados incluem mel na cesta básica

Deputados incluem mel na cesta básica

Deputado Altair Silva foi autor da emenda.Foi aprovada nesta semana na Assembleia Legislativa a emenda do deputado estadual Altair Silva (Progressistas) ao projeto de lei 29/2019, de autoria do governo do Estado, que inclui o mel na relação de mercadorias que compõem a cesta básica de Santa Catarina.

O Projeto de Lei nº 29/2019, que altera a Lei nº 10.297/1996, modificando a legislação do ICMS, foi aprovado em plenário, e o deputado estadual Silvio Dreveck (Progressistas), que assume a cadeira de Altair até 7 de julho,  apresentou destaque para incluir o produto, proposição que foi aprovada por 21 votos a 13. O projeto agora segue para a sanção do Governador.

“O mel de Santa Catarina não pode ficar de fora da cesta básica, além de ser um produto recomendável à saúde, temos uma grande produção e o Rio Grande do Sul tem ICMS diferenciado, portanto o nosso apicultor vai perder competitividade perante os concorrentes”, argumentou Dreveck.

O deputado Altair Silva, autor da emenda, ressaltou que a expectativa é de que a produção seja estimulada a partir de agora, trazendo um incremento de receita ao Estado. “A Assembleia Legislativa deu um importante passo. Santa Catarina tem o melhor mel do mundo e precisa cada vez mais valorizar o produto que é produzido no Estado. Temos mais de 9 mil apicultores que se dedicam para entregar um produto de altíssima qualidade”, ressaltou Altair.

Maurício Eskudlark (PR) e Marcos Vieira (PSDB) defenderam a rejeição do destaque. “Emenda de inclusão de produtos na cesta básica é para favorecer o consumidor, não o produtor, somos contrários ao destaque”, encaminhou o líder do governo, Maurício Eskudlark. “O mel já tem o benefício”, informou Vieira, acrescentando que aprovação do destaque duplicaria o benefício ao mel.

Foram contrários a emenda 13 deputados, Ana Carolina Campagnolo (PSL), Doutor Vicente Caroprezo (PSDB), Felipe Estevão (PSL), Jair Miotto (PSC), Jesse Lopes (PSL), Marcos Vieira (PSDB), Mauricio Eskudlark (PR), Paulinha (PDT), Ricardo Alba (PSL), Rodrigo Minotto (PDT), Sargento Lima (PSL), Sergio Motta (PRB), Valdir Cobalchini (MDB).

Os 21 deputados favoráveis ao mel na cesta básica foram Ada de Luca (MDB), Bruno Souza (Sem Partido), Fabiano da Luz (PT), Fernando Krelling (MDB), Ismael dos Santos (PSD), Jerry Comper (MDB), João Amin (Progressistas), José Milton Scheffer (Progressistas), Kennedy Nunes (PSD), Laércio Schuster (PSB), Luciane Carminatti (PT), Luiz Fernando Vampiro (MDB), Marcius Machado (PR), Marlene Fengler (PSD), Mauro de Nadal (MDB), Milton Hobus (PSD), Moacir Sopelsa (MDB), Nazareno Martins (PSB), Neodi Saretta (PT), Romildo Titon (MDB) e o autor do requerimento deputado Silvio Dreveck (Progressistas).

O mel em SC

O estado de Santa Catarina já é considerado no cenário nacional como maior produtor de mel por quilômetro quadrado do país e o maior exportador do produto, além de ser considerado como um dos melhores do mundo.  São cerca de 9,7 mil apicultores em todo o Estado, onde 80% delas têm a apicultura como principal atividade econômica. São 315 mil colmeias em produção, o que representa mais de 60kg por metro quadrado. 42% do mel produzido no estado tem certificação como orgânico e 99% do mel exportado é orgânico.

A atividade da apicultura é uma atividade prevencionista e econômica, que não prejudica o meio ambiente. Altair ressalta que precisa ser estimulado o consumo e uma das formas é estar na Cesta Básica do Catarinense. “Queremos também reforçar a divulgação positiva da imagem do segmento como uma estratégia de fortalecimento da agricultura familiar. O nosso desafio é apoiar os apicultores, e as suas associações, potencializando a produção e o consumo no Estado”, comentou Altair.

“Santa Catarina é destaque, porque enquanto o país produz, em média, 5 quilos de mel por quilômetro quadrado, o Estado produz, em média, 65 quilos por quilômetro quadrado”, frisou Altair.

Frente Parlamentar

Pensando em acompanhar as políticas públicas, programas e projetos da atividade apicultora e meliponicultura, o deputado Altair propôs na ALESC a criação da Frente Parlamentar da Apicultura e Meliponicultura de Santa Catarina, que tem o objetivo de apoiar a atividade, além de estimular o aumento da produtividade e competitividade no setor. O requerimento da Frente Parlamentar recebeu assinatura de 21 parlamentares no Plenário e aguarda para ser instalada nos próximos dias.

*Informações: Alesc

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *