Quinta-feira , 17 Outubro 2019
Home / Opinião / Colunistas / Plantas tóxicas para gatos

Plantas tóxicas para gatos

Vanessa Barcarolo

Os felinos adoram comer plantas, embora pareça ser um habito inofensivo, devemos tomar cuidado com as plantas que adquirimos para decorar a casa ou jardim, muitas são bastante tóxicas. Estas podem causar danos dermatológicos, digestivos, neurológicos, cardíacos, renais e até morte.

As plantas que causam transtornos digestivos, neurológicos ou cardíacos são:

•Oleandro, Azaleia, Dieffenbachia (danos dermatológicos tamém), eucalipto, Hera( danos dermatológicos também,), Hortência, Jacinto, Lírio, Maconha, Poinséttia (danos dermatológicos também), Narciso, Tulipa, Alho, Damasqueiro, macieira, Aloe, cebola, jasmim amarelo e louro.

Se você estiver algumas destas plantas toxicas em casa, melhor deixar longe do alcance do seu gato. Caso ele tenha ingerido estas plantas e apresente sinas clínicos (diarreia, vômito, salivação,incoordenação motora …) procure um médico veterinário para atendimento. A gravidade dos sintomas está relacionada a quantidade ingerida da planta.

As plantas que causam disfunção do sistema renal são : liliáceas (tulipas e lírios) e hemerocallis. Todas as partes destas plantas são altamente tóxicas, basta ingerir uma simples folha para desenvolver os sintomas, que são vômitos, perda de apetite e fraqueza. Os primeiros sinais costumam aparecer 2 horas após a ingestão da planta.

As plantas que causam dermatite alérgica são :nenúfar, margarida,urtiga,prímula. Se o gato tiver contato com essas plantas ele desenvolvera irritação, inflamação, coceira, ardor, bolhas e alopecia na pele.

Os gatos são muito curiosos por natureza, por este motivo é bom ter o cuidado de manter plantas tóxicas fora do alcance do seu gato. Tem várias plantas que os gatos ´podem ingerir como camomila, amor perfeito, hortelã, alecrim etc.

Por: Vanessa Barcarolo
Médica Vererinária – CRMV/SC 5411
Veterinária da Clínica Bicho Mania

*Coluna publicada no jornal “O Celeiro”, Edição 1581 de 06 de Junho de 2019.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *