Sexta-feira , 23 Agosto 2019
Home / Opinião / Editorial / Esperança

Esperança

Nem sempre as coisas estão do que jeito que se espera, mas mesmo assim tem aquela força dentro de cada um que faz com que acreditem que tudo vai melhorar e os sonhos serão verdades. Essa confiança também pode ser chamada de esperança. Esperança de que tudo vai melhorar, de que os problemas vão dar lugar a alegria. A esperança renova as forças em busca de dias melhores.

Todo ser humano tem um sonho dentro de si. Alguns sonhos são tidos em conjunto, são compartilhados por exemplo, o sonho da casa própria é alimentado por muitas famílias. Alguns passam anos morando de aluguel e nunca conseguem ter um ‘lugar para chamar de seu’. Muitas pessoas querem seu cantinho para construir sua vida em família. Devido as dificuldades e responsabilidades muitos não tem condições financeiras de comprar seu próprio imóvel. Mas a maioria das pessoas permanecem com o sonho dentro de si.

Já outros, principalmente os mais jovens, alimentam o sonho de se tornarem estrelas do esporte. Desejam e lutam para chegar a uma Olimpíada, para serem campeões mundiais e representarem seu lugar, sua nação. Cada medalha conquistada é uma comemoração e uma motivação para ir mais longe, independente da modalidade. Para os mais céticos, estes objetivos são mera utopia, mas para quem sonha, não. Toda e qualquer faísca que possa surgir para dar vazão ao sonho alimenta ainda mais a esperança de quem acredita.

Há muitos camponovenses que alimentam esses sonhos. Ter sua casa própria, ser um atleta de renome. A notícia de que o Poder Legislativo aprovou que a Administração Municipal adquira terrenos para a construção de casas populares e o estádio do Pinheirão provavelmente deve ter tocado aqueles que acreditam que sua realidade pode mudar seja por meio do esporte, seja por meio da casa própria. Se o projeto aprovado realmente vir a ser efetivado serão cerca de 100 famílias com a possibilidade de adquirir seu lugar. Será um sonho em conjunto sendo realizado e comemorado por todos. Se for concretizada a compra do Pinheirão para transforma-lo em Complexo Esportivo, muitos jovens terão mais espaço, oportunidades e incentivo para investir na carreira do esporte. Cada treino, cada competição, cada grito de dor será um passo dado na busca pela vitória. Na imaginação esses momentos já podem ser visualizados.

Não estamos apenas falando de planos ou simples vontades, estamos falando de sonho. Sonhos não são passageiros, não são temporais. Eles não morrem. Sonhos são buscados até que sejam alcançados. E é a esperança que alimenta, que dá vida e gás para que a caminhada prossiga em busca do que tanto se quer.

Por: Priscila Nascimento, Jornalista

*Editorial publicado no jornal “O Celeiro”, Edição 1587 de 18 de Julho de 2019.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *