Sexta-feira , 18 Outubro 2019
Home / Saúde / Hospital Dr. José Athanázio fecha convênios e amplia atendimento a outros municípios

Hospital Dr. José Athanázio fecha convênios e amplia atendimento a outros municípios

Novos projetos estão programados para serem implantados em breve

Campos Novos é o município da Amplasc que possui o maior hospital da região, fato que faz com que ele abra as portas para a população local e para pessoas oriundas de outras cidades. Com a gestão compartilhada através do Instituto Imas, iniciada no dia 1 de abril, muitas mudanças e aprimoramentos forma feitos para que esse atendimento seja feito de forma mais ampla. Após 90 dias de atuação Instituto no hospital, na última semana foram acertados três convênios: com o município de Vargem, no valor de R$ 9 mil, Celso Ramos, no valor de R$ 14 mil e com o município de Ibiam, no valor de R$ 9.052,00. Esses contratos são significativos para o hospital e representam uma ajuda no equilíbrio econômico financeiro do hospital. O diretor Edson Martins, declarou a importância desses convênios para o Hospital. “Estes recursos irão ajudar no equilíbrio-econômico financeiro do hospital. Serão de grande ajuda pra custear despesas do pronto-socorro e do sobre aviso onde gastamos atualmente 335 mil reais por mês”, afirmou.

Atualmente o Hospital Dr. José Athanázio realiza cerca de 170 atendimento diários no Pronto-Socorro. Destes atendimentos 60% correspondem a população de Campos Novos e 40% de outra municípios. Além dos atendimentos aos sete municípios da Amplasc, mais 30 municípios chegam até Campos Novos em busca de ajuda médica. Desde o início o Instituto Imas se propôs a aumentar os atendimentos e promover mais autonomia financeira ao Hospital. O instituto tem como um dos objetivos fomentar serviços dentro da unidade hospitalar. A intenção é que em breve o recurso que é repassado pela prefeitura no valor de R$ 750 mil seja diminuído. Portanto, a expectativa é de que mais convênios sejam firmados. O município de Abdon Batista, Monte Carlo, Zortea e Tangará são algumas das possibilidades para novos convênios. Esses contratos ampliam o acesso de outros municípios ao Pronto-Socorro, a Urgência e Emergência e a internação no hospital caso seja necessário.

A estrutura de saúde em municípios menores é bem limitada, a maioria deles possui apenas uma Unidades de Saúde. Para atendimentos ou tratamentos mais complexos é necessário que o cidadão se desloque para outras cidades com um sistema de saúde mais avançado. Campos Novos está em um eixo geográfico que facilita a chegada ao município, dessa forma o Hospital Dr. José Athanázio se torna um porto seguro para muito pacientes de fora. Em virtude dessa demanda, os municípios vizinhos se empenharam para promover essa parceria. Nestes 90 dias de gestão compartilhada, o Instituto também comemora os números de atendimentos feitos durante esse período que somam 15 mil.

Outros projetos estão sendo empreendidos dentro do hospital, como o mutirão de catarata, que estava previsto para o mês de maio, mas aguarda ainda uma decisão do Governo do Estado. Em breve será implantado um Centro Regional de Oftalmologia, que já foi protocolado e deverá ser concretizado em breve. Está em andamento também o projeto da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulta e Neonatal no Hospital e a aquisição de um tomógrafo para hospital. Para os próximos dias está sendo aguardada a revitalização da ala do SUS. Todas essas ações fazem parte dos anseios da administração e da população que sempre reclamou e exigiu melhorias para melhor atender a população. Aos poucos estão sendo planejadas mais medidas e ações, para tanto são realizadas constantes reuniões entre o corpo diretivo do hospital para ver alternativas e viabilidades dos projetos. Espera-se ainda a contratação de mais um médico pediatria, que é uma carência no município.

Quando o Instituto Imas completou um mês de gestão na Fundação Hospitalar, o jornal O Celeiro conversou com o diretor para fazer uma avaliação dos primeiros trinta dias, e o mesmo deixou claro que a análise foi positiva e apontou que logo no início houve um aumento nos atendimentos, e comentou que mudanças administrativas foram implantadas, mas ainda há muito o que fazer. O jornal O Celeiro acompanha cada passo dado e cada evolução que chega ao hospital em benefício da população.

*Reportagem publicada no jornal “O Celeiro”, Edição 1585 de 04 de Julho de 2019.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *