Terça-feira , 17 Setembro 2019
Home / Agronegócio / Epagri promove encontro entre participantes do Programa Jovem Empreendedor Rural

Epagri promove encontro entre participantes do Programa Jovem Empreendedor Rural

Socialização, troca de experiência e importância de investir na propriedade tem motivado o jovem a permanecer no campo

Aconteceu na ultima quinta-feira (8) o Encontro Regional com Jovens Rurais promovido pela Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri). Participaram do evento 200 jovens entre alunos, ex-alunos e futuros alunos do curso de Capacitação de Jovens Empreendedores Rurais. O objetivo do evento, que aconteceu de 8h as 15h, foi a socialização entre jovens dos diferentes anos de curso. Foram realizadas na ocasião duas palestras, uma sobre segurança no trabalho e outra sobre Turismo Rural, além de apresentar experiências de jovens empreendedores que obtiveram bons resultados após realizarem a capacitação. O encontro contou com a participação de jovens dos municípios de Capinzal, Ouro, Lacerdópolis, Joaçaba, Água Doce, Treze Tílias, Erval do Oeste, Erval Velho, Campos Novos, Ibiam, Zortea, Monte Carlo, Brunópolis, Celso Ramos e Abdon Batista. A inicativa da Epagri em promover encontros e capacitações visa incentivar os filhos de produtores rurais a permanecer no campo evitando o êxodo rural.

O jovem Vagner Mosselin, integrante da primeira turma do curso de capacitação, ocorrido em 2015, participou da programação relatando sua história para os jovens presentes. Ele contou que, assim como muitos jovens, ele também desejava ir para a cidade grande após concluir o ensino médio, mas que, depois de concluir o curso, decidiu ficar e investir na propriedade e hoje diz não ter se arrependido da decisão. “Naquela época eu estava terminando o ensino médio e fiz o curso. Depois disso começamos a investir em suíno cultura, também aumentamos a criança de bovinos para a cultura de leite. O curso me esclareceu muitas coisas, aprendemos atividades novas, como as relacionadas a suínocultura. Nós tínhamos apenas metade do gado de leite que temos hoje. E as duas culturas podem ser trabalhadas de forma a contribuir uma com a outra. O curso ajudou a desenvolver novas atividades que não conhecia dentro da propriedade e a desenvolver a propriedade para que ela se torne sustentável. Depois desse curso eu sou outra pessoa. Até a convivência com meus pais mudou. Eu tinha a ideia de ir para a cidade, mas resolvi ficar e cuidar da nossa propriedade que é herança do meu avô. Hoje investimos em mais tecnologia. Não me arrependo de ter ficado no interior. Os filhos de agricultor devem repensar sua decisão e investir na propriedade”, afirmou Vagner.

O gerente regional da Epagri, Maykol Ouriques, falou sobre a importância do curso e dos ensinamentos passados aos jovens. Como é comum o êxodo rural, muitas propriedades precisão ter sucessores no trabalho realizados nas propriedades. Sem os filhos para tomar a frente, alguns precisam delegar a responsabilidade a outros. A Epagri oferece apoio e orientação para que os jovens se preparem para trabalhar no campo. Este curso trabalha quatro eixos: humano e social, tecnológico, gerencial e ambiental. Estes são temas relacionados a agricultura e que se encaixam a realidade dos jovens. “O processo de sucessão ainda é um tabu nas famílias. O jovem deve junto com a família se apoderar das atividades e se tornar um protagonista atuante na propriedade. Se ele não fizer isso, na hora que for preciso ele assumir a propriedade ele não terá conhecimento do trabalho, não saberá como lidar de forma correta. Se ele já tem esse conhecimento desde cedo ele já tem o caminho para tocar a propriedade. Quando os pais se aposentarem, tiverem limitações físicas, ou simplesmente quiserem descansar, os filhos já estarão preparados. O programa também trabalha a parte social de interação entre pais e filhos, e isso é fundamental. Este é um processo natural e deve ser feito da melhor forma possível, porque os benefícios são para a família inteira. A dificuldade nas propriedades hoje é decidir a sucessão em vida. Jovens ouvindo a experiência de outros jovens apresentando seu relato servirá de incentivo e motivação”, destacou Maykol. Neste curso de capacitação os jovens os jovens passam um período da semana na Epagri fazendo os cursos e treinamentos e o restante do mês ele volta a propriedade para realizar o choque de ideias, a discussão com a família, e ver a realidade que ele tem na propriedade.

*Reportagem publicada no jornal “O Celeiro”, Edição 1591 de 15 de agosto de 2019.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *