Sábado , 24 Agosto 2019
Home / Saúde / Primeiros pacientes são contemplados com o Programa “Medicamento em Casa”

Primeiros pacientes são contemplados com o Programa “Medicamento em Casa”

Na tarde desta segunda-feira (12), os pacientes cadastrados no Programa “Medicamento em Casa”, que pertencem a Estratégia da Saúde da Família-ESF Santo Antônio, começaram a receber os seus remédios. O Prefeito Silvio Alexandre Zancanaro, o Vice-Prefeito Gilmar Marco Pereira e a Secretária de Saúde, Mayara Antunes Serena, acompanharam as primeiras entregas.

“Poder colocar esse programa em prática não tem preço, estamos proporcionando conforto para os pacientes que tinham dificuldades para se deslocar ou dependiam de outras pessoas para buscar os medicamentos. Estamos muito felizes com o funcionamento do programa, sabemos que já é um sucesso e em breve pacientes das outras unidades também serão beneficiadas. Uma conquista e um avanço muito grandes para o Município e para a saúde”, ressaltou o Zancanaro.

Aproximadamente 80 pacientes desta unidade foram cadastrados e no decorrer da semana receberão os medicamentos. De acordo com a farmacêutica da Farmácia Municipal, Eliane Torri Furtado, já está aberto o cadastramento para os pacientes da ESF Caic. “A partir de hoje os pacientes que são cadastrados na unidade de saúde do Caic e são elegíveis para o programa, pode levar seus documentos, juntamente com o comprovante de residência atualizado, para fazer a adesão do “Medicamento Em Casa”, explicou.

Sobre o Programa Medicamento em Casa

Lançado no dia 8 de julho, tem como objetivo proporcionar a continuidade da atenção em saúde, ampliar a adesão ao tratamento medicamentoso de pessoas com doenças crônicas, através do acesso facilitado aos remédios de uso contínuo.

O Programa “Medicamento em Casa” é destinado exclusivamente aos moradores do município de Campos Novos, cadastrados em uma das unidade de saúde da rede municipal. Os usuários que desejarem aderir ao Programa, devem preencher, pelo menos, um desses requisitos: Pessoas idosas (acima de 60 anos) com diagnóstico de ao menos uma doença crônica e pessoas de qualquer idade, com dificuldades de locomoção, desde que sejam usuárias de pelo menos um dos medicamentos de uso contínuo do elenco do “Medicamento em Casa”.

*Informações: Comunicação/PMCN

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *