Sexta-feira , 13 Dezembro 2019
Home / Saúde / Novembro Azul: Homens, agora é a vez de vocês!

Novembro Azul: Homens, agora é a vez de vocês!

Campanha quer sensibilizar homens para que façam consultas preventivas.

Se as mulheres precisam de incentivo e alerta para ir ao médico, os homens precisam ainda mais, pois eles são os mais tardios na busca por ajuda médica, geralmente quando fazem isso é porque o corpo já começa a dar sinais de que algo não vai bem. A cada ano, com a intensificação da Campanha do Novembro Azul, o objetivo é aumentar a cultura de prevenção. A classe médica acredita que com ações preventivas muitos problemas e doenças poderiam ser descobertas precocemente, facilitando o tratamento e a cura. Os homens, na sua maioria, tendem a ser mais resistente a ir ao médico, e, além disso, a rotina de vida de alguns também não contribuem para uma vida saudável.

Afinal o que leva um homem ao médico?

“Eu vou ao médico quando alguma coisa está me incomodando. Quando eu sinto dor persistente eu me preocupo e logo marco uma consulta para fazer algum exame”. André Ribeiro.

“Eu vou ao médico, pelo menos, uma vez ao ano para exames de rotina. Acho importante verificar como anda a saúde”. Wiliam Pereira, 32 anos.

“Eu estou ficando velho e comecei a sentir dores no joelho e algumas dificuldades. Minha esposa que marca consulta para mim. Ela que tem a preocupação de me lembrar o dia e de me levar ao médico. Nunca fui ao médico sem ela”. Francisco Alves, 70 anos.

“Não gosto de ir ao médico. Não vejo necessidade de estar sempre me consultando. Só vou ao médico quando realmente preciso, mas é difícil”. Alex Cunha, 40 anos .
Se identificou ou conhece alguém que se enquadra em alguum desses perfis? Estes são alguns depoimentos de homens que falam sobre sua real motivação quando vão ao médico. E, na maioria das vezes, é para remediar os problemas que já chegaram. As campanhas do Novembro Azul tem como mote a prevenção do Câncer de Próstata, mas seu alcance pode ser ainda maior para levantar a bandeira de prevenção precoce de todas as doenças. Há doenças que acometem principalmente os homens, e eles precisam atentar aos riscos e buscar a prevenção o quanto antes. Entre as principais doenças que afetam os homens destacam-se a depressão, o diabetes, doenças bucais, o câncer de próstata, a obesidade e a hipertensão, algumas delas provenientes do um estilo de vida sedentário.

Em Campos Novos as ações específicas em alusão a data acontecerão no dia 23, de 8h as 12h e de 13h as 17h, em todas as Unidades de Saúde. Serão ofertados neste Dia D consultas médicas, odontológicas, de enfermagem e exames rápidos. Serão solicitados exames de rotina e o exame de PSA, retirada de sangue para medir o antígeno prostático especifico. Ele geralmente é solicitado para detectar precocemente casos de câncer de próstata e a hiperplasia prostática benigna. Outros exames sucessivos podem ser solicitados, como o toque retal, tão temido por alguns homens, mas este não faz parte do rastreio inicial.

Além das consultas, serão realizados controle da pressão arterial, da glicemia e o Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan), que é um sistema de informações que tem como objetivo promover informação contínua sobre as condições nutricionais da população e os fatores que as influenciam. Os homens irão preencher um questionário alimentar e verificar peso e altura para cálculo do Índice de Massa Corpórea (IMC). Com este cuidado, será analisado os homens que precisam de ajuda para melhorar a alimentação e estes serão encaminhados para atendimento com nutricionista.

O enfermeiro Kleber Siqueira diz que a população masculina tem atendido aos chamados e participam das campanhas. Para o Dia D deste ano, a expectativa é de que muitos homens compareçam as Unidades de Saúde, não só neste dia, mas também nos demais dias do mês. “Desde a primeira campanha tivemos uma surpresa, pois os postos lotaram. Durante o Novembro Azul, nas unidades de saúde, nossa resposta é positiva, muitos homens vão as unidades. A demanda será grande, os homens nos surpreendem na campanha, por isso estenderemos as ações no o Dia D até as 17h. Mesmo em outros meses os homens podem deixar uma consulta agendada nos postos”, afirmou o enfermeiro.

O câncer de próstata vem sendo um calo no sapato de muitos homens acima dos 50 anos e tem causado muitas mortes. Além dos exames para detecção precoce é preciso estar atento a alguns sintomas. Homens que vão muitas vezes ao banheiro, que sentem ardência ao urinar, que apresentam sangue na urina, sentem vontade, mas não conseguem urinar, tem jatos de urina interrompido devem ficar alertas e buscar ajuda médica. A próstata envolve todo o canal da uretra, e quando ela incha acaba fechando o canal da uretra, e isso altera a urina. Por falta de tempo e uma rotina corrida, alguns podem deixar os cuidados com a saúde para depois, mas é importante que toda população se conscientize sobre a importância da prevenção.

Pela Política Nacional de Saúde do Homem, homens assintomáticos, que não tem problema de saúde e nem tem histórico familiar, devem, no mínimo, uma vez ao ano fazer uma consulta e exames de rotina. Os que apresentam riscos, o ideal é que de seis em seis meses procurem os serviços de saúde. Os pacientes de riscos são os que tem histórico familiar de câncer, de diabetes, hipertensão, estilo de vida sedentário, estresse e os fumantes. O homem do campo também não pode ficar de fora desta campanha. Para isso as equipes de saúde oferecem acesso a eles.

*Reportagem publicada no jornal “O Celeiro”, edição 1604 de 14 de Novembro de 2019.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *