Terça-feira , 17 Setembro 2019
Home / Opinião / Colunistas / Hipertensão Arterial – Tratamento não Medicamentoso

Hipertensão Arterial – Tratamento não Medicamentoso

20150611_124543Há muitas medidas que podem ajudar a controlar a pressão independentemente do uso de medicamentos. O conjunto destas medidas recebe o nome de tratamento não medicamentoso da hipertensão. Perder peso é a forma mais efetiva para controlar a pressão sem usar remédios, e não é necessário perder muito, em média, uma perda de 5 Kg abaixa a pressão em 5 mmHg.

Praticar exercícios físicos regulares e orientados, ajuda no controle da pressão. O objetivo deve ser: 30 minutos de atividade aeróbia, pelo menos três vezes por semana; Diminuir o consumo de sal é uma medida efetiva em alguns hipertensos, mas se há excesso de peso, perdê-lo é mais importante; Aumentar o consumo de potássio ajuda no controle da pressão, através do consumo de frutas e verduras; Parar de fumar não ajuda diretamente no controle da pressão, mas diminui muito o risco de infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral (derrame).

O tratamento da pressão sem uso de medicação pode ser indicado como medida isolada em pacientes com pressão abaixo de 140 x 90, desde que não haja outros fatores de risco cardiovascular, lesão em órgãos alvo de hipertensão, doença cardiovascular ou diabetes mellitus.

Riscos – A prática de exercício físico é, de modo geral, bastante segura. Mesmo em pacientes com doença cardíaca, envolvidos em programa de reabilitação, a taxa de complicações atribuíveis à prática de exercício varia entre 1/100.000 até 1/300.000 e o risco de eventos cardíacos adversos diminui com a prática regular e orientada de atividade física.

Os principais sinais de alerta que indicam a necessidade de procurar imediatamente atendimento médico são: dor torácica em aperto (angina) precipitada por exercício; sensação anormal de falta de ar ou cansaço durante o exercício; tontura ou palpitações cardíacas precipitadas pelo esforço. Para começar a se exercitar após os 40 anos pode ser útil procurar atividades de menor impacto, pelo menos no início, tais como, hidroginástica, natação, bicicleta ergométrica, exercícios adaptados na Academia, entre outros.

Maurício Azevedo – CREF 9159-G/SC

Personal Trainer

Especialista em Atividade Física e Performance Humana

Licenciado e Bacharel em Educação Física

Diretor Geral da Academia Estação Saúde

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *