Quarta-feira , 18 Setembro 2019
Home / Opinião / Artigos / Desafios da Mobilidade em Santa Catarina

Desafios da Mobilidade em Santa Catarina

Artigo do candidato a vice-governador (DEM), de Gelson Meríio (PSD), João Paulo Kleinübing

João Paulo Kleinübing

Garantir um ambiente adequado e seguro em um espaço urbano limitado e com demandas crescentes é um enorme desafio para qualquer gestor. As dificuldades de deslocamento, antes exclusividade dos grandes centros urbanos, começam a se tornar rotina também nas cidades menores. Catarinenses de todas as regiões já sofrem com o atraso histórico na ampliação do sistema viário, ferroviário e hidroviário, mas também de políticas públicas que incentivem o uso de transportes coletivos e mesmo alternativos, como a bicicleta.

Quando fui Prefeito de Blumenau as obras estruturais e principalmente o planejamento a curto, médio e longo prazo foram algumas das realizações das quais tenho mais orgulho. Além de inaugurar obras como a Via Expressa, que dá agilidade no acesso à Região Central, os corredores de uso exclusivo para ônibus e a interligação das ciclovias, também encaminhamos os projetos e recursos para obras fundamentais junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento, o BID.

Foram mais de R$ 120 milhões garantidos junto ao BID para obras como o prolongamento da Rua Humberto de Campos e o Complexo da Ponte do Badenfurt que interligam as Regiões Norte e Oeste da cidade, novos Terminais de Transporte Coletivo, uma nova Ponte e uma Passarela exclusiva para ciclistas e pedestres na Região Central. Os valores, que somaram o maior pacote de investimentos feitos em obras estruturais na cidade, inclusive foram discutidos juntos ao Estado, afim de promover avanços regionais.

No Governo do Estado vamos dar continuidade a essas ações. Nossa meta é garantir que os catarinenses tenham acesso a um sistema viário básico estruturado, com a melhoria da fluidez do tráfego de veículos, a ampliação do sistema integrado de transporte coletivo e a implantação de meios alternativos de transporte.

Para isso, vamos estabelecer uma Política Estadual de Mobilidade Urbana que priorize e incentive o desenvolvimento, adaptando os modais para a realidade de cada região. Enquanto alguns locais precisam de ajustes e orientações, em outras cidades se faz necessário planejar e discutir novas tecnologias, como o VLT, por exemplo.

Além disso, queremos fomentar a elaboração dos planos municipais e metropolitanos de mobilidade, garantindo que nossas cidades e os catarinenses tenham um planejamento para os problemas imediatos, mas que também contem com o mais importante, as soluções para o futuro.

O projeto Cobertura Eleições SC 2018 – Jornais Impressos e Digitas, realizado em parceria pela Associação de Diários do Interior (ADI-SC) e a Associação dos Jornais do Interior (Adjori-SC),  com a participação do SCPortais de Notícias (scportais.com.br) e da Rede Catarinense de Notícias (rcnonline.com.br), além de veículos independentes, prevê a participação dos candidatos a vice-governador (a) por meio de artigos, publicados em ordem alfabética. Foram apresentados três temas. O escolhido pelo Dr. Márcio Lanna foi “Estado como incentivador das micro e pequenas empresas”.

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *