Segunda-feira , 22 Julho 2019
Home / Segurança / Operação Alerta Vermelho é realizada para alertar perigos de incêndios

Operação Alerta Vermelho é realizada para alertar perigos de incêndios

Com a chegada do inverno, Bombeiros promovem campanha para orientar as famílias

O número constante de incêndios em residências tem preocupado o Corpo de Bombeiros que, na intenção de ajudar a minimizar os casos, está promovendo a operação Alerta Vermelho com o objetivo de orientar as famílias sobre os riscos e ajudar a evitar situações que podem causar incêndio. Com a chegada do inverno esses números tendem a aumentar devido ao uso de fogão a lenha e lareiras, portanto é importante que as pessoas estejam atentas para evitar situações arriscadas. O cabo José Junior Correia de Deus, prestou informações na qual dão conta de que nestes primeiros meses de 2019 a ocorrência de incêndios em Campos Novos está quase superando os números de todo o ano passado, e a maioria dos casos acontece em residências devido a acidentes domésticos. Em vista dessa situação, os Bombeiros estão empreendendo esta ação em benefìcio da população. No entanto, eles destacam que a ação não visa cobrar ou multar as famílias que estejam realizando alguma ato que represente riscos, mas sim ajudá-las a reconhecer e prevenir incêndio. “O incêndio acontece quando a prevenção é falha, por isso queremos incentivar a população a prevenir-se”, afirmou o cabo.

As visitas às residências familiares começaram desde o dia 22 de abril e seguem por período indeterminado. Quando chegam as casas os bombeiros levam informações de conscientização e verificam potenciais situações, como o estado de mangueiras e válvulas de gás de cozinha, fiação elétrica, e utilização de fogão a lenha e lareiras, que com a chegada da estação fria são usados com mais frequência. A manipulação de líquidos inflamáveis e velas também são temas da abordagem. “Com a chegada do inverno, temos que ficar alertas com o uso de fogão a lenha e lareiras e lembrar a população de que coisas pequenas podem começar um problema. Deixar cortinas próximas ao fogão ou alguns objetos inflamáveis podem desencadear princípios de incêndio”, avisa. O cabo Correia diz que algumas pessoas ainda estão resistentes quanto a presença dos profissionais em suas casas por acharem que serão multadas, porém não há motivo para preocupação, pois as residências unifamiliares estão isentas deste tipo de cobrança. “Esta visita não tem custo algum e não tem como objetivo multar as famílias, seu único intuito e orientar e alertar sobre os perigos para que eles sejam evitados”.

A Lei do Estado de Santa Catarina prevê Atividades Técnicas realizada pelo Corpo de Bombeiros para vistorias anual nos estabelecimentos comerciais, industrias e prédios no qual exigem a presença de sistemas preventivos de incêndio como hidrantes e extintores, no entanto as residências estão isentas desta fiscalização anual. Por isso, a população poderá receber sem medo a visita de membros dos bombeiros para que obtenham a orientação de quem entende do assunto. “Nas casas é onde os incêndios vem acontecendo mais frequentemente, essa operação vem ao encontro das pessoas para auxilia-las”, declara. Esta assistência prestada pelo Corpos de Bombeiros é de grande importância para a população, pois os prejuízos causados pelo fogo podem causar perdas irreparáveis. Todo cuidado é pouco para cuidar da segurança das pessoas.

*Reportagem publicada no jornal “O Celeiro”, Edição 1576 de 02 de Maio de 2019.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *